sexta-feira, 26 de junho de 2009

Curso de "Ecologia e Fé Cristã"

Encerramos o curso de “Ecologia e Fé Cristã” deste semestre. Trabalhei simultaneamente com estudantes de Teologia da Pós-graduação da FAJE (Faculdade Jesuíta), de Belo Horizonte, e de missiologia no ITESP (Instituto de Teologia de São Paulo).
Destaco algumas características próprias deste módulo. Em primeiro lugar, foi o uso do blog como instrumento de pesquisa, divulgação e opinião. O blog também ajuda a criar espaços de comunicação entre o âmbito acadêmico e as pessoas que atuam na causa sócio-ambiental.
Do ponto de vista temático, fomos enriquecidos com o texto de Lúcio Flávio Cirne Lima, da tese de doutorado da PUC-Rio, sobre Ecologia, Ética e Teologia. Abordamos o tema do “Aquecimento Global e Mudanças Climáticas”, fazendo uma análise complexa das causas, listando as soluções em nível pessoal, comunitário, institucional, governamental e intergovernamental. E, para terminar, ensaiamos uma leitura bíblico-teológica.
Gostei muito do nível de discussão das duas turmas. Como professor, fico feliz quando encontro pessoas que ousam pensar, têm coração de aprendiz e avançam rapidamente com o conhecimento que assimilam e reelaboram.
Por fim, tivemos bons momentos de convivência, que estreitaram nossos laços e possibilitaram espaços de aprendizagem para além da sala de aula. Afinal, estudar ecologia exige mergulhar no ecossistema e experimentar a relacionalidade e a interdependência. Com o grupo do ITESP, visitamos o Espaço Cultural Catavento e o Museu de zoologia da USP, além do passeio no parque da Independência, com um inesperado momento de taichi. O grupo da FAJE fez um fascinante “Estudo de Meio” na Serra do Cipó. Também tivemos alguns momentos de reflexão à sombra das árvores e o alegre jantar na casa de Frei Fabiano.
Espero que cada um(a) dissemine o que aprendeu e faça reflexões próprias, articulando teologia e fé cristã. Obrigado!
Ir. Afonso Murad.

5 comentários:

  1. Murad, gostaria de fazer este curso com você. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Cicero Edvam (Faje)28 de junho de 2009 17:39

    Somos gratos a você pelo que foi visto. Com certeza a mensagem é de corresponsabilidade e compromisso da nossa parte para com a obra da criação que permanece sendo ativamente criada pelo Espírito num unidade formidável, natureza e homem/mulher.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Alex Adriano (Faje)29 de junho de 2009 10:49

    Avalio como satisfatório o curso. Tivemos a possibilidade de tocar questões emergentes e de grande relevância para a vida, assim como, para o futuro do planeta que nos preocupa. Estou convencido que só a partir de discusões sérias, provocadas pelas constatações do que vemos aí, poderemos afinar bem os nossos ouvidos, cercados também pela mística do coração, para nos sentir interpelados a uma ação afetiva, efetiva e em parceria com todos os que lutam em proveito desta causa comum.

    ResponderExcluir
  4. Fim de curso, princípio de luta. Não que a consciência e o empenho pela causa ecológica não estivessem, de alguma maneira, presentes no meio da nossa turma. Entretanto, dado a gravidade e a urgência da situação, qualquer empenho iniciado é pouco. Neste curso, aprofundamos uma nova frente de resistência e de proposta: a reflexão teológica colocada a serviço da causa ecológica. Colocada a serviço, não: pensada em comunhão com a questão ecológica. Tal reflexão é importante, pois, quem não age segundo pensa, acaba por pensar segundo age. Do discernimento da presença amorosa de Deus no meio da sua criação pode brotar o cuidado necessário com o frágil planeta confiado por Deus à humanidade e às demais criaturas espiritualizadas. É de dentro do jardim do paraíso que Deus, no seu descanso sabático, exclama: "Que belo trabalho"! Conta-se que ele, extasiado pela sua criação, nunca mais regressou ao céu e resolveu armar, definitivamente, a sua tenda no meio desse imenso e variado jardim.

    ResponderExcluir

Coloque aqui seu comentário